jul 242015
 

Para aprendermos e continuarmos aumentando nosso conhecimento é fundamental fazermos testes, provas de conceito, lermos outros blog e também colocar o que lemos em prática.

Precisamos assim de ambientes onde possamos testar tudo isso.

Seria muito legal ter vários servidores para testar o que aprendemos, mas sabemos que isso nem sempre é possível. Por exemplo, para montar um Oracle RAC é preciso ter no mínimo dois servidores. Mas é difícil ter algum sobrando para teste não é ? E é aí que entram os ambientes virtuais, nós podemos facilmente criar dois servidores virtuais no nosso notebook usando algum tipo de virtualizador e estaremos prontos para instalar o Oracle RAC.

E nesses ambientes temos basicamente dois tipos de virtualizadores:

Hosted (Tipo 2)

São os virtualizadores que conhecemos muito bem como Virtual Box, Vmware Workstation, Fusion,Player e etc.
Esses virtualizadores são do tipo 2 ou hosted, ou seja, eles rodam em cima do Sistema Operacional que temos, como Windows, MAC ou Linux e normalmente tem um desempenho inferior.

Bare Metal(Tipo 1)

Esses são os virtualizares existentes normalmente em empresas. Eles são basicamente um Sistema Operacional que tem como objetivo rodar máquinas virtuais. O desempenho das máquinas virtuais nesse tipo de virtualizado é muito superior.
Existem vários virtualizadores Bare Metal ou tipo 1 no mercado, como Xen, VMware ESXI, Hyper-V e etc.

Embora eu use diariamente o Vmware Fusion no meu notebook, que é um virtualizador Hosted, também montei aqui em casa um servidor onde eu pudesse ter um Bare Metal. É basicamente um Core I7 com 32GB de Ram.

O meu virtualizador é um Vmware ESXI 5.5.

O legal de usar o Vmware Fusion (ou Workstation) no notebook e ter um Vmware ESXI é que eles interagem e posso não só administrar o Vmware ESXI como também facilmente fazer upload e download de VMs.

No entanto, a não ser em casos especificos, recomendo o uso do Virtual Box como virtualizador. Ele é free e excelente.

E vocês, o que usam ?

  One Response to “Introdução a virtualização”

  1. Cara, eu particularmente uso bastante o Hyper-V. Principalmente a partir da versão do Windows 8, é uma ferramenta nativa bem bacana para rodar máquinas virtuais.

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)