jul 052016
 

Vez por outra precisamos ver de alguma maneira o conteúdo de um arquivo binário.

Pode ser que você nunca precisou fazer isso, mas guarde essa dica, você vai precisar um dia.
Se você der um CAT num arquivo binário , você vai encher seu terminal de lixo:

[oracle@ol7 dbs]$ cat spfileorcl12.ora
C"
��L��6CC"&gorcl12.__data_transfer_cache_size=0

O que fazer então ?

Para situações assim existe o comando strings.

É claro que ele não converte o arquivo binário num arquivo legível, mas ele extrai o conteúdo legível do arquivo, para que você possa investigar.

Vamos usar o strings em duas situações.

Para ver o characterset de um arquivo de dump recebido de algum Dba, e para ver o conteúdo de um Spfile.

Dump file

Qual o nome do SID da base exportada ? Qual o characterset ? Qual a versão ? É muito fácil encontrar essas respostas usando o strings:

[oracle@ol7 dbs]$ strings teste123.dmp |more
"SYS"."SYS_EXPORT_SCHEMA_01"
x86_64/Linux 2.4.xx
orcl12
WE8MSWIN1252
12.01.00.02.00

Spfile

Por algum motivo você precisa acessar o conteúdo de um Spfile com urgência. É óbvio que o “create file from spfile” é uma boa pedida, mas o strings da uma boa ajuda nesse caso:

[oracle@ol7 dbs]$ strings spfileorcl12.ora
orcl12.__data_transfer_cache_size=0
orcl12.__db_cache_size=322961408
orcl12.__java_pool_size=4194304
orcl12.__large_pool_size=8388608

Espero que tenham gostado !

Até a próxima !

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)