dez 312015
 

Como temos dito em vários posts, o Oracle tem um poderoso otimizador de consultas, e dentre suas inúmeras funcionalidades, ele também é capaz de reescrever uma consulta para torná-la mais performática.

Ele tem várias técnicas de reescrita que eu pretendo descrever em outros posts.

Mas hoje eu gostaria de mostrar como verificar se um comando foi reescrito pelo Oracle, e como ficou o comando final.

Continue reading »